“Ana Karenina” – Guia de Leitura

ana vai

Foram páginas e páginas. Um livro denso sem dúvida, e também um clássico. Enquanto pensava em como fazer este guia de leitura, pensei em ser muito sucinta. Vocês sabem que eu sou adepta do: “Leia e veja no que dá. Apenas leia e a obra fará o seu trabalho”. Entretanto, como se trata de um livro relevante, resolvi ser um tantinho mais minuciosa. Divido esse Guia em tópicos e diferentes perfis. Espero que cumpra o seu intuito e auxilie os que pretendem ler este trabalho sem igual de Tolstói.

  • Se seu vocabulário não é tão amplo, não tenha medo ou vergonha de usar um dicionário. O mais importante é ler!
  • Aconselho a comprar este livro. Ele é essencial para qualquer biblioteca, bem como seu prestígio é eterno. Vale o investimento.
  • O texto de Tolstói é bem simples. Ele não viaja muito. Não faz frases gigantescas e não costuma enrolar. A trama, essa sim, costuma ser mais complexa. Ela não é difícil, só que possui muitas ligações entre os personagens durante o texto. Ele faz várias histórias em uma só. É muito rico.
  • Preste atenção às traduções. Algumas que têm como alvo o público adolescente ou jovem, são mais fluidas e modernas. Outras são para os amantes da literatura, são mais preciosas, artísticas e universais. Existe também grande variedade de preços. Pese os prós e os contras antes de adquirir seu exemplar. Caso só haja uma edição disponível, não pestaneje e vá nela mesmo!
  • Se você costuma ler com certa frequência, leia sem medo. Agora, se você é um iniciante, não lê nunca e não tem intimidade com literatura, desfrute-o com cuidado, atenção e carinho, pois algumas passagens importantes podem passar despercebidas para quem não está acostumado. Se você for um estudante e além de conhecer a obra quer um verniz, ou uma adição intelectual para si, aconselho a ler um ou dois contos de Tolstói antes do livro, existem vários pela internet, e assim você vai se aclimatizar com o texto dele. Se a sua curiosidade e segurança estão em dia, mesmo que você não seja um leitor contumaz, e tudo o que você quer é conhecê-lo. Eu te digo para ler sem medo, e desfrutá-lo com vontade.
  • Você encontrará várias grafias tanto do título do livro, como do nome do autor. É tudo uma questão de tradução. Prefira as que são diretas do Russo e que obedecem as normas de transliteração do Russo para o Português. É Tolstói, e não Tolstoy. Leão, Leon ou Liev, são as traduções corretas do nome do escritor. Se seu objetivo não é o de tornar-se um conhecedor, isto provavelmente não fará tanta diferença. Folheie e veja qual mais te apetece.
  • Entre os círculos mais cultos, as editoras mais indicadas (na verdade as únicas que eles consideram) são: 34, Cosac Naify, Hedra, Kalinka e Amarilys.

Estas foram as minhas considerações e ressalvas. Desejo a todos vocês uma boa leitura!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s