“A Educação Sentimental” – Nota de Início

orson-welles-liev-schreiber

Livro novo no pedaço! Já adquiri a minha cópia e comecei a leitura da próxima obra. “A Educação Sentimental” de Gustave Flaubert.  Dele só li “Madame Bovary” (que irei reler para o blog), então não sei muito sobre a obra.

O prefácio do livro diz que ele não foi tão bem recebido quanto “Madame Bovary” à época de seu lançamento, e conquistou notoriedade e importância com o passar dos anos.

Gostei de saber disso. Não foi porque Flaubert emplacou uma “Obra Prima” que tudo que se seguiu deve necessariamente chegar ao mesmo patamar. Automaticamente me lembrei de um filme que assisti algum algum tempo atrás. Uma cinebiografia de Orson Welles com Liev Shreiber como o próprio. Em uma cena ma-ra-vi-lho-sa Orson se encontra com Randolph Hearst (James Cromwell) no elevador e o provoca por ter conseguido lançar o filme, apesar de todos os empecilhos que este lhe impusera. Hearst responde que já viveu uma vida, construiu império, mas que ele, Orson Welles, tão jovem já tinha feito “a” sua grande obra prima. Como poderia ele superar a si mesmo?

Por essas e outras que tenho a impressão de que vou gostar do livro. Espero uma obra madura, algo que venha depois do sonho de qualquer escritor. Vou descobrir o que se seguiu à “Obra Prima” para Flaubert.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s